Pastoral do Dízimo

Pastoral do Dízimo

Dízimo nos coloca em relação com os outros

Vivemos num mundo egoísta, onde se procura nos isolar, para não perceber o outro. A Pastoral do Dízimo nos conscientiza para percebermos que os outros também existem. E para nós mesmos sermos mais maduros e equilibrados, necessitou de nos relacionar com outros: acolhemo-los e partilhando com eles o que nós somos e temos. O ser humano foi criado para ser comunhão e comunicação, como Deus é. Não tem outro jeito para sermos maduros e equilibrados a não ser pelo diálogo. E isto vale para a família e para comunidade

Percebemos as necessidades do outro e da comunidade

Quando a minha fé é muito realista e concreta, eu me insiro mais na família e comunidade. Então eu percebo os meus irmãos e as realidades. Na parábola do samaritano (Lc 10,25-37), várias pessoas passaram perto daquele que foi assaltado e quase morto. Todas viram o pobre caído, mas não assumiram nenhuma atitude concreta. Só um samaritano é que, de fato, prestou todo o socorro necessário. Ele viu e se comprometeu com o próximo. “tome conta dele. Quando eu voltar pagarei o que tiver gasto a mais”. Assim, não basta ver as necessidades da minha comunidade. É preciso que eu me insira nela, me comprometa com ela e participe de sua construção.

Dízimo implica em mudança de comportamento

Por isso, a nossa fé não consta só de pensamentos bonitos. A nossa fé precisa ser bem realista e concreta. Ela exige arregaçar as mangas e assumir responsabilidades na caminhada da Igreja. Isto implica em mudança de comportamento e de atitude

AS TRÊS DIMENSÕES DO DÍZIMO

Finalidade religiosa

Tem por fim a manutenção da Igreja. Quando você vem à Igreja participar da santa Missa, percebe que tudo o que existe aí é para seu próprio bem. Tudo está a serviço de sua própria salvação. Você encontra na entrada da igreja folhetos para acompanhar a liturgia, você entra e senta no banco ou na cadeira; olha para o altar, uma toalha bonita e limpa, velas acesas... Olha para cima, a luz está iluminando; o sistema de som está funcionando. E você, não percebe que alguém está contribuindo na comunidade para que isto aconteça? Não podem os esquecer de ainda que a comunidade tenha que pagar conta de água, luz, telefone, material de limpeza e de secretária... Tem despesas com as pastorais: catequese, batismo, crisma, casamentos, formação de catequistas, obrigações sociais, Encontros sociais, Encontros de Formação Cristã, manutenção das salas de catequese, salão paroquial e tantas outras coisas.

Finalidade social

O dízimo também tem a finalidade de atender os doentes, os idosos, pessoas carentes que precisam de nossa ajuda. A Igreja se preocupa com os pobres e procura ajudá-los

Não negligenciareis dos órfãos, das viúvas, dos indigentes, dos peregrinos’.( Dt. 14,29)

Finalidade missionária

Parte do dízimo que levamos para Igreja é destinada para a Diocese, na manutenção do seminário para formação de futuros padres, futuros missionários. A comunidade tem que ser missionária. Lembrar sempre e ajudar a todos que se dedicam à pregação do Evangelho. Por isso, é importante levar o dízimo à comunidade, para que ela destine parte para esta finalidade: ‘O trabalhador merece o seu sustento’(Mt.10,10).

Convite

Se a comunidade funciona bem, quem sai ganhando é você mesmo e sua família. Ora, a Igreja é de todos.

Você que é Católico e ama a sua Igreja, e quer que ela funcione bem, contribua com o dízimo, mas faça-o com amor, generosidade, de acordo com o seu coração. ‘Faça a experiência, diz o senhor. E muita bênção lhe será derramada (Mt.3,10).

Para Refletir:

Você acha justo que apenas poucos seja dizimista e mantenham a Igreja?

Venha Fazer parte desta Igreja. E que Deus o abençoe.

Ser dizimista “é aprender a tomar conta da sua comunidade, à semelhança do samaritano”.

Administração da Igreja

Toda paróquia ou Comunidade deve ter um conselho. Na nossa Paróquia existe CPA, que é o Conselho Paroquial de Administração. Este Conselho é composto pela administração de todas as comunidades com Tesouraria, Dízimo, Patrimônio e Promoções Sociais, que devem zelar pelos bens da Paróquia, para construir a fraternidade e a justiça.

O Tesoureiro, junto com o Pároco, deve apresentar o balancete das receitas e despesas, todos os meses. Zelar pela boa aplicação do dinheiro da comunidade e pagamento das contas do mês. Como água, telefone, funcionários, etc..

Dízimo é para a sustentação da Comunidade, embora possa haver outras formas legítimas de arrecadação de recursos. É bom saber que o Dízimo tem a característica marcante de colocar os fiéis como participantes nas três grandes dimensões, religiosa, social e missionária da Igreja, em uma só vez.

Patrimônio e Obras devem estar a serviço da comunidade a que pertence, onde ficam responsáveis pela construção, reforma e manutenção para que tudo sempre esteja em bom estado para receber os fiéis

A Promoção Social tem como prioridade unir a Pastorais e as Comunidades em seus eventos, trazendo assim a paz e a união na Paróquia.

Nossa Senhora titu00



Endereço

Rua José Rabelo Portela, 2240 - Vila Popular, Várzea Paulista - SP

Tel: (11) 4606-2569

E-mail: paroquialourdes@uol.com.br


Expediente

3ª à 6ª feira: das 08h00 às 12h00 hs e das 13h00 às 18h00 hs

Sábado: das 8h00 às 13h00 hs

Top