A Pastoral Fé e Política, nasceu a partir da Campanha da Fraternidade de 1996, com o tema: “Campanha da Fraternidade e Política” e como lema: “Justiça e Paz se abraçarão

Na ocasião, o padre Arno Boesing convidou um grupo de 12 pessoas aproximadamente, para estudarem os subsídios fornecidos pela CNBB, e depois transmiti-lo a comunidade, utilizando principalmente as celebrações eucarísticas dos finais de semana durante o período da Quaresma

Após a Páscoa, Padre Arno reuniu-se novamente com esse grupo, e mais alguns leigos engajados e fez a proposta, de se formar a pastoral fé e política na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Foi assim, que em junho de 1996, a pastoral iniciava suas atividades, buscando sempre auxiliar os comunitários a assumirem a vocação profética de serem fermentos na massa, votarem com consciência, tendo no voto uma grande ferramenta para realização da democracia

Além do trabalho interno, a pastoral fé e política atua nos diversos seguimentos da sociedade, levando a presença desafiadora de Jesus Cristo, proclamando a dignidade da pessoa humana e o bem comum, denunciando as atividades de favoritismo; clientelismo e troca de favores, que são os grandes promotores das injustiças sociais que vitimizam principalmente os mais carentes

A Pastoral Fé e Política é uma Pastoral da Igreja Católica, com sua organização a nível Nacional, Regional, Diocesano e Paroquial. Mas também possui um movimento supra religioso e apartidário denominado Movimento Nacional de Fé e Política, promotor dos encontros nacionais, congregando as Pastorais de Fé e Política espalhadas pelas dioceses do país, mas também partidos políticos, movimentos sociais, representando os diversos seguimentos da sociedade

O Encontro Nacional é um momento de reflexão sobre os avanços e as dificuldades na busca da implantação de uma verdadeira democracia no país, eliminação das exclusões sociais e revitalização da vocação dos agentes transformadores da realidade

Pin It