A partir de 1986, a Vila Tupi já não seria mais a mesma. Pela religiosidade de um pequeno grupo de pessoas começava, nas casas, a reza do terço. Logo a seguir, o grupo cresceu e passou a ter os grupos de base e em pouco tempo, isso já não bastava. Surgiu a necessidade de acolher o povo que aumentava. Começou então a ter a celebração Eucarística.

Era utilizada a escola do Bairro. O tempo passou, lideranças surgiram. Daí deu-se inicio a 3º comunidade da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes

Muito acolhedora, a jovem comunidade passou a ter missa semanal; a catequese foi instalada, os grupos de rua cresciam. Como toda comunidade tem seu padroeiro, também na Vila Tupi não seria diferente. O processo da escolha do nome também foi rápido. A comunidade trabalhadora, inspirada na força daquele que um dia assumira a paternidade adotiva de Jesus, escolhia São José como seu padroeiro.

Poderia ser só São José, mas as lideranças foram mais além. Escolheram São José Operário. Aquele carpinteiro, que ensinou Jesus a força do trabalho, passou-se então a ser fonte de inspiração para esta comunidade

No ano de 2005, a comunidade já havia se desenvolvido mais, e temos hoje um centro comunitário com mais de <600 metros quadrados ,duas missas semanais, todas as pastorais funcionando, um bom trabalho da comunidade, comunitários e juntamente com voluntários, ;porque São José nos impulsiona para isto

Hoje , com muito orgulho, a comunidade é conhecida como comunidade São José Operário da Vila Tupi

Pin It